quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Como um homem se torna pau-mandado

Nas minhas últimas conversas de mesa de bar, reencontrei alguns amigos. Logo, chegam as novidades: uma entrou na faculdade, outra se formou, um terminou o namoro que durava mais de um ano, outro está namorando, e por aí vai. Entre os assuntos, um me deixou intrigada: a influência feminina na vida dos homens. Sabe aqueles caras que adoram pregar a liberdade? Então, um dia eles encontram alguém que os domine. As garotas, por egoísmo, insegurança, falta de auto-estima ou medo de serem traídas, querem mantê-los na reta – leia-se “excluídos da sociedade”. Resultado: fazem aqueles joguinhos de "Os seus amigos não gostam de mim, então não vou sair com eles", "Sair? Ah! Vamos ficar em casa, a gente aluga um filminho e talz. Deixa seus amigos pra lá" ou "Você já vê seus amigos todos os dias". Sim, tenham o prazer, essas são as chantagens emocionais femininas – pra não dizerem que sou machista, depois faço a versão masculina para essas chantagens.

Mulher sabe fazer isso muito bem. E sabe ser chata também. Quando o cara se der conta, já estará dominado, esqueceu os amigos e deixou de fazer várias coisas que gostava. Esse foi o motivo de um deles terminar o namoro. Enquanto isso, o celular do outro tocava de dez em dez minutos. Era a namorada dele, querendo saber onde estava, com quem, por que estava demorando tanto e por que não iria logo para a casa dela. Se o namoro já é assim, imagine se casarem.

O quê? Se sou mulher? Ah! Sim. Eu sou. Mas é que por ser eu conheço essas façanhas femininas. Se sou assim? Eu sou mulher, né? Mas me esforço para não ser. HAUAHAUAHAUA Brincadeira. Não acho que todas as mulheres sejam dessa forma.

2 comentários:

Vida Bailarina disse...

Oi!!
Desculpa a demora para responder seus coments! ;) Obrigada pela visitinha. Adorei seu blog; passarei aqui sempre, tá?
Beijão e ótimas férias.

Raphael Rodrigues da Silveira disse...

non é sempre assim non!